domingo, 9 de dezembro de 2012

"Merda pra Você!"

Hoje é dia de espetáculo pessoal!!! Logo mais, no Teatro Brigadeiro, teremos a apresentação do espetáculo "A Borralheira", uma dia muito esperado por todos! E é muito comum ouvirmos a expressão "Merda pra Você!" antes de algum bailarino entrar em cena...
Mas calma gente, isso não é nenhum palavrão!!!! A expressão, também citada no título dessa matéria, por mais estranho que pareça, é muito comum ser ouvida nos bastidores tanto do teatro como do ballet.
Mas de onde veio essa expressão, no mínimo, curiosa? Segundo o que já pesquisei, há pelo menos três teorias que explicam o surgimento dela.

A primeira remonta aos tempos da Grécia Antiga. Naquele período os atores se apresentavam em anfiteatros e suas peças, por serem bem críticas, afetavam os políticos ou alguma classe social daquela época. Estes não gostando das críticas representadas naquele fenômeno que era o teatro, atiravam merda nos atores. Por ironia do destino, os atores não ficavam por baixo com isso, porque quanto mais merda era atirada neles significava que mais repercussão teria o espetáculo.

A segunda explicação vem lá da França, e surgiu entre os séculos XVIII e XIX. Nesse tempo as pessoas geralmente iam ao teatro em carruagens puxadas por cavalos. Quanto maior o número de cavalos maior era o número de fezes em volta do teatro, e isso significava que a casa estava lotada e que o espetáculo seria um sucesso!

A terceira teoria fala sobre a saga de um ator que, antes de um espetáculo, encontrou muitos obstáculos no caminho até o teatro. Quando finalmente chegou ao local de apresentação ainda pisou em um monte de fezes. Já no palco, enfim, o ator realizou uma das mais belas atuações de sua vida.

Em todas as explicações dadas, podemos tirar a conclusão de que desejar "Merda pra Você" significa "Boa Sorte" antes de uma apresentação!!!!

Então "Merda" pra todo pessoal do Studio Dança Tamara Lisa!!!!

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Studio Dança na telinha da Globo

Pois é pessoal... Foram meses de expectativa, mas enfim, no dia 04/12/2012 (exatamente um ano após a nossa Noite de Gala 2011) foi exibida a matéria gravada em nossa escola sobre "Ballet Adulto". Estamos muito felizes com mais esse acontecimento!!! E conforme prometido, estamos disponibilizando aqui no blog o vídeo para todos verem ou reverem... Ele já está disponível em nosso canal do youtube. Pra quem quiser seguir, acesse: http://www.youtube.com/user/studiotamaralisa?feature=mhee



Grande Abraço a todos!!!!

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

A Gente se vê na Globo... Amanhã!

Pois é pessoal... estamos em contagem regressiva para o nosso espetáculo, faltam alguns dias apenas para "A Borralheira" entrar em cena. E é nesse clima de festa que venho até vocês com uma excelente notícia!
Amanhã, dia 04/12/2012, começa uma série de reportagens sobre Dança no Bom Dia SP, e a matéria que abre essa série é justamente a que foi gravada no Studio em meados de outubro, com o tema "Ballet Adulto". Aqui fica o nosso convite:

Série "Mudança"
Tema: Ballet Adulto
Programa: Bom Dia SP
Horário: 6:30

Mas se alguém não conseguir assistir na hora que passar, não precisam se preocupar!!! Assim que a matéria estiver disponível no site da Globo postaremos aqui no blog e nas redes sociais da escola pra todos terem acesso!!!

Então... até amanhã pessoal!!!!

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Entrevista Especial

Pois é, faltam menos de duas semanas para a nossa Noite de Gala!!! Estão todos muito ansiosos para conferir como ficará a montagem desse ano... Mas enquanto esse dia mágico não chega, trago para vocês uma matéria muito especial: uma entrevista com Lidiane Mendes, uma de nossas formandas que interpretará o papel principal do espetáculo "A Borralheira". Ela me contou sobre como ela se interessou pelo ballet, sua experiência ao interpretar papéis de grande importância e quais são os seus planos para o futuro.



Os Primeiros Passos
“Eu tenho uma irmã cinco anos mais velha que fazia dança. Ela praticou ballet por, mais ou menos, doze anos e depois parou. Mas mesmo com essa influência eu nunca me interessei. Eu gostava mais de outras coisas, como andar de skate, de patins, e na adolescência eu tive uma grande afinidade com o teatro. O ballet entrou na minha vida mesmo aos 20 anos. Nessa época eu estava na faculdade, 1º ano de Psicologia, e eu precisava fazer uma atividade física que não fosse muito pesada, foi quando uma amiga me sugeriu o ballet. Confesso que eu não tinha o perfil "bailarina", mas quando eu entrei na sala de aula e a música começou a tocar foi amor à primeira vista! Daquele dia em diante eu fui em frente e nunca mais quis sair. Eu comecei fazendo aula uma vez por semana, mas era muito pouco pra mim, eu queria fazer todos os dias! Foi quando eu vim pra escola da Tamara em 2010 e fui aumentando a minha carga horária. Mesmo quando eu não faço ou não dou aula, eu estou sempre dançando alguma coisa, ensaiando... Hoje eu simplesmente não consigo ver a minha vida sem o ballet, e não entra na minha cabeça o fato de que antes eu não dançava!”.

Tempo de Dançar...
“Se tem uma coisa que eu aprendi na minha jornada foi que o tempo da dança é muito relativo, pois o seu desenvolvimento depende do quanto você se dedica. Eu danço há 4 anos e sempre fiz muitas horas de aula, nas férias costumo fazer cursos intensivos, então eu consegui uma evolução mais rápida. Pela Royal eu estou no grade 8, no meio do ano que vem eu faço a prova final e ainda continuo meus estudos pra me tornar bailarina profissional, que é o chamado Vocacional.”

Juliana Machado, Camila Carvalho e Lidiane Mendes
Exame da Royal, 2012

O Primeiro Papel a Gente Nunca Esquece...
“Na Mostra Interna do ano passado eu decidi que eu iria dançar a Variação de Kitri, do pas de deux de Don Quixote, meu repertório preferido! Antes disso eu nunca tinha interpretado nenhum papel semelhante e posso dizer que foi muito difícil! Pra você ter ideia, eu comecei a ensaiar apenas dois meses antes, e hoje eu tenho a consciência de que não é assim, do dia para a noite. Meu corpo não estava preparado, e eu aprendi que pra se dançar qualquer papel de repertório você precisa estudar pelo menos um ano, e pra uma melhor adaptação os ensaios devem ter uma duração bem maior, com uma média de 6 meses. Eu me lembro que no dia apresentação eu estava muito nervosa, passava mil coisas ao mesmo tempo pela minha cabeça... em suma: Eu fiquei estática naquele momento! Depois que eu dancei, o comentário do júri foi: “Você podia ter sorrido!”. Mas apesar de toda tensão, eu também acabei me divertindo porque é assim mesmo. Quando você está pra entrar no palco vem aquele frio na barriga, aquele medo de esquecer tudo, mas depois que você entra a música te leva e aí é só alegria!!!”


Um Desafio Açucarado!
“A Fada do Açúcar foi meu primeiro papel em uma peça completa e o convite para interpretá-la veio justamente após eu ter dançado a Kitri na Mostra. Mas ao contrário de feliz eu fiquei mais nervosa ainda... Apesar de parecer simples, a coreografia é muito trabalhosa e bastante cansativa, são praticamente 12 minutos!!! Os ensaios foram bem estressantes, me deu muita câimbra, porque Fada exige muita força, muito sobe-desce, e pra mim foi bastante complicado. Na minha concepção, eu achava que por ser uma fada a coreografia era mais expansiva, a música mais alegre, e era totalmente o oposto do que eu pensava: uma música pequena, com passos pequenos... Eu realmente não entendia o porque. Ao ensaiar a variação eu me sentia muito limitada, e pra piorar a situação o feedback da Tamara durante os ensaios não estava sendo positivo. Acho que foi a soma de tudo isso que me fez pegar raiva desse papel... É simplesmente a variação que eu menos gosto de dançar! Mas quando chegou no dia da apresentação as coisas fluíram tão bem que ela ficou boquiaberta! Posso dizer que foi mágico, a gente não errou nada, foi perfeito! Mesmo com todos os acontecimentos, dançar esse repertório foi uma experiência incrível onde meu aprendizado e nível técnico evoluíram muito."


Lidiane Mendes como Fada do Açúcar e Rodrigo Rosa como Príncipe
O Quebra-Nozes - Noite de Gala, 2012

O Pas de Deux: Desafio em Dose Dupla!
“Acredito que a parte que eu mais gostei de dançar foi o pas de deux: a música é linda e a coreografia muito gostosa de dançar. Mas mesmo sendo melhor e menos dolorida que a variação, eu também enfrentei alguns contratempos... Eu e o Rodrigo éramos melhores amigos, fazíamos tudo juntos, todos os dias, e nós acabamos dançando esse pas de deux juntos. Só que quando você inicia um trabalho com alguém próximo você acaba tendo uma relação muito diferente. Tanto eu como ele temos um gênio muito forte, a divergência de opiniões era grande, e pra dançar um pas de deux tem que se ter confiança no partner, pois é uma relação muito íntima. Pra você ter ideia nós brigamos tanto em todos os ensaios que a Tamara chegou a falar assim pra mim: “Você tem que ficar quieta, bailarina não fala!!!”.  Esse ano nós vamos dançar juntos de novo e a gente entrou num acordo, porque no final é sempre tão divertido que não vale a pena brigar! Hoje a gente tem essa consciência de que “a união faz a força!”.”


Interpretando a Gata Borralheira
"Ao contrário do que aconteceu no Quebra-Nozes, eu estou amando fazer a Cinderella! Até porque hoje eu tenho uma outra consciência, meu corpo está mais preparado, e ao meu ver a música casa perfeitamente com a história e também com a coreografia. O bailarino sempre vai se destacar mais em alguma coisa, seja no balance (equilíbrio), na expressão, nos giros, nos saltos, no alongamento... o meu forte com certeza é o balance, e nas sequências coreográficas da Cinderella tem muito disso, esse papel acabou caindo como uma luva. Me identifiquei muito com esse ballet!"

Lidiane Mendes como Cinderella
Ensaio fotográfico para o espetáculo "A Borralheira"


Olhando para o Futuro...
"O meu repertório preferido com certeza é Don Quixote, e eu sonho em dançar a peça inteira como Kitri. Outro número que eu quero interpretar e que eu tenho ensaiado sempre que posso é o pas de deux "A Escrava e o Mercador", do ballet "O Corsário". Aprendi essa coreografia num curso que fiz nas férias de julho e me apaixonei por ela! Mas o meu grande desejo mesmo é aprender e poder interpretar todos os papéis de todas as peças que existem!!! Como mencionei, eu não consigo ver a minha vida sem o ballet e eu quero seguir adiante na minha formação pra que esse propósito de fato se concretize!"


Que história hein??? A vida de um bailarino é assim, cheia de altos e baixos, mas no fundo a certeza é uma só: o amor pela dança fala mais alto e é esse sentimento que nos impulsiona a alcançar nossos objetivos. 

Desejo que você Lidi consiga tudo o que deseja em sua vida... Quando te vi dançando no ano passado podia jurar que você começou quando criança. Você dança muito! Continue assim e vai chegar muito longe...

Grande abraço a todos pessoal!!!!

terça-feira, 20 de novembro de 2012

Está Chegando a Hora!!!!

É pessoal... Foram meses de preparação! Como disse em uma das matérias que escrevi anteriormente, a montagem de um espetáculo dura o ano todo. São muitos os detalhes para que se possa entregar um trabalho de qualidade. E eis que o grande dia está chegando, estamos em contagem regressiva!
Mais alguns retoques e as portas estarão abertas para que todos possam prestigiar mais uma edição da nossa Noite de Gala!!!!


Estão todos mais que convidados!

domingo, 11 de novembro de 2012

Noite de Gala 2012 - A Borralheira

Depois do nosso passeio pela história das Noites de Gala do Studio Dança Tamara Lisa, eis que enfim chegamos ao tema do espetáculo desse ano! Ao contrário de 2011, para esse ano nós optamos por escolher apenas um tema, que como todos já sabem contará a história de Cinderella.

Com certeza esse é o conto de fadas mais popular de todos os tempos!!! Uma história universal que ganhou diversas adaptações, e que certamente muitos já viram/escutaram pelo menos alguma vez na vida. Mas diante desse fato surge um questionamento: Se todos conhecem a história de Cinderella, pra que então conhecer a história que é contada no ballet? Quando comentei com alguns alunos sobre a possibilidade de dar uma palestra no Studio sobre essa peça, a primeira pergunta que me fizeram foi exatamente essa!!! Mas posso garantir que tenho uma boa resposta para essa indagação...


Porque Conhecer a História Contada no Repertório?
Histórias infantis, como Cinderella, Branca de Neve e A Bela Adormecida, vem de períodos muito antigos, de uma época onde esses contos eram passados de uma geração a outra de forma oral: quando o pai passa para o filho, que passa para o neto, que passa para o bisneto... Só que durante esse processo geralmente acaba acontecendo uma coisa que eu costumo chamar de "efeito telefone sem fio". Assim como na brincadeira que leva esse nome, essas histórias começam sendo contadas de uma maneira e as mesmas acabam sofrendo modificações no decorrer do caminho. Talvez por isso existam tantas leituras diferentes... Só pra vocês terem ideia, a versão mais antiga de Cinderella vem da China Imperial, datada do ano de 860 a.C.! E como todos sabem, as adaptações não pararam por aí... Os livros de Charles Perrault e dos Irmãos Grimm, os muitos filmes produzidos como Para Sempre Cinderella (versão épica com Drew Barrymore) e A Nova Cinderella (versão atualizada da história com Hilary Duff), a versão produzida para o seriado de TV Contos de Fada (exibido pela TV Cultura, costuma ser reprisada de tempos em tempos), e claro, a animação de Walt Disney, que certamente é adaptação a mais lembrada pela grande maioria...

Aliás Disney acabou se tornando um referencial no quesito "Contos de Fada", tanto que quando se fala em um ballet baseado em histórias infantis tem-se a crença que existe alguma ligação entre os dois.
No caso de "A Bela Adormecida" existe sim uma ligação com o ballet: a música!!! Walt Disney foi um verdadeiro gênio ao conseguir transportar a música de Tchaikovsky para o desenho, fazendo um belo resumo da obra.
Mas e Cinderella? Ao contrário do que muitos acreditam, não existe nenhuma ligação entre a versão animada o ballet, nem musical e nem na história. Ambas versões seguem por caminhos bem diferentes...

Voltando a nossa questão inicial, vocês já conseguem entender o porque de conhecer a história de Cinderella que é contada no ballet??? Assim como nas mídias populares (cinema e TV), o meio clássico também encontrou sua própria maneira de contar histórias como essa, incluindo detalhes que não estamos acostumados a ouvir nas versões tradicionais. Por isso apesar de ser um conto de fadas super conhecido, cada adaptação pode nos reservar grandes surpresas!!!


Origens Históricas
Não pensem vocês que surgiu logo de cara uma montagem de Cinderella que fizesse sucesso... Foram várias as tentativas! Segundo minhas pesquisa, uma das versões mais antiga data do ano de 1822, coreografada por Fernando Sor. Mais tarde, em 1871, Julius Reisinger, o mesmo responsável pela primeira produção de "O Lago dos Cisnes", criou uma versão em 5 atos para Cinderella. Dizem que Tchaikovsky teria começado a compor para esta montagem, porém essa informação nunca foi confirmada. O verdadeiro responsável pela música da obra foi um compositor alemão chamado Wilhelm Carl Mühldorfer. A produção de Reisinger não deu certo, assim como outros trabalhos que veio a realizar posteriormente. Em 1893, Marius Petipa em parceria com os coreógrafos Enrico Cecchetti e Lev Ivanov criaram uma nova versão de Cinderella em 3 atos (como nos moldes atuais), com partitura do barão Boris Fitinhoff-Schell. Apesar de ter criado várias peças de sucesso, a Cinderella de Petipa acabou indo na contra-mão e logo caiu no esquecimento...
No ano de 1901, início do século XX, Johann Strauss compôs uma nova versão para Cinderella, também em 3 atos, e ela foi utilizada em várias montagens diferentes pela Europa. Essa partitura sobrevive até os dias de hoje, e ainda é usada em algumas versões como a do Ballet Nacional de Cuba, com coreografia de Alícia Alonso, e do ballet da Ópera de Viena, com coreografia de Renato Zanella.
Mas a partitura que veio mesmo pra ficar e finalmente consagrar Cinderella como Ballet veio do estilo peculiar de Sergei Prokofiev, que aliada a produção idealizada pelo coreógrafo Rostislav Zakharov fizeram dessa versão, lançada em 1945 no Teatro Bolshoi de Moscou, um verdadeiro sucesso! Tamanha fama fez com que a obra rodasse o mundo e chegasse na mão de diversos coreógrafos, que ficaram encantados com a beleza da música, e sentiram a vontade de criar suas próprias versões. Foi assim que surgiram as diversas leituras que conhecemos hoje:
- Frederick Ashton, criada em 1964 para o Royal Ballet
- Rudolf Nureyev, criada em 1986 para a Ópera de Paris. Ele mudou completamente a ambientação da história, trazendo para o início da década de 1930 nos Estados Unidos. Cinderella aqui é retratada como uma aspirante a atriz de cinema, o príncipe como um galã de Hollywood, a fada madrinha é um mágico produtor de cinema e o baile em um grande teste para escolher a mocinha do próximo filme.
- Heinz Spoerli, criada em 2000. Produção oficial do Zurich Ballet.
- Alexei Ratmansky, criada em 2002. Produção oficial do Kirov Ballet/Mariinsky Ballet.
- David Bintley criada em 2010 para o Birmingham Royal Ballet.

Com essas e outras tantas montagens que foram aparecendo, a produção original de Zakharov acabou se perdendo com tempo. Os únicos registros que tem base nessa coreografia são os DVDs de 1960 e 1985, ambos com o Bolshoi. As duas montagens mencionadas tem revisão coreográfica de Konstantin Sergeyev.

Cinderella - The Bolshoi Ballet, 1960
Com Raisa Struchkova e Genadi Lediakh


O Nascimento da Borralheira: Remontando o Repertório
Como já foi dito na matéria anterior, remontar um repertório é sempre um grande desafio, e com Cinderella não seria diferente... A nossa maior base será clássica, com base na obra de Prokofiev. Mas em virtude termos escolhido apenas 1 tema, outras modalidades da escola também entrarão na dança, e por esse motivo achamos justo alterar o título para "A Borralheira".
O grande diferencial do ballet em relação aos contos tradicionais é que Cinderella ganha um ar cômico. Tanto a madrasta como as duas irmãs passam de bruxas da história para personagens muito espalhafatosas e que se acham perfeitas em tudo, quando na realidade é totalmente o oposto. Elas pensam tanto em si mesmas que o resto não importa... Já a protagonista tem a personalidade que todos já conhecem: ela é gentil, generosa, sonhadora, tem um enorme sentimento de gratidão e acima de tudo, ela crê nas boas ações sem esperar nada em troca. Coisa meio rara nos dias hoje...
E um detalhe muito interessante que ocorre logo no começo do primeiro ato nos mostra muito bem esse contraste de personalidades: a aparição de uma mendiga pedindo ajuda. Já dá pra imaginar o que vai acontecer... A madrasta nega na cara dura e as irmãs ficam caçoando da pobre senhora e a expulsam de sua casa. Somente Cinderella tem compaixão e oferece a ela um pedaço de pão. A senhora fica muito agradecida e retira.
Em seguida entra em cena um grupo de mercadores que traz diversos apetrechos para que as irmãs possam ir ao baile. Em nossa montagem, esses mercadores serão divididos em dois grupos: as estilistas (Clássico Livre I) e as cabeleireiras (Jazz Juvenil e Adulto). Logo depois, um professor de ballet tenta ensinar as irmãs a dançar... Vendo que elas não tem muito jeito pra coisa, a madrasta parte com as filhas para o baile assim mesmo, e deixam Cinderella para trás. Sozinha em casa, ela começa a imaginar como seria estar no palácio, dançando entre os convidados e se divertindo... e eis que no meio de seus devaneios surge novamente a velha mendiga, que lhe revela ser a sua fada madrinha. Por Cinderella ter demonstrado ser uma pessoa generosa, ela lhe dá um presente muito especial: um belo par de sapatos de cristal.
É nessa parte que entram em cena as Fiandeiras (Grades II, III e IV), que ajudam Cinderella a se preparar para o baile. E acompanhando a fada madrinha surgem as fadas das quatro estações ano, que também presenteiam Cinderella: As fadas da primavera lhe dão um buquê de flores, as fadas do verão, um vestido, as fadas do outono, uma capa, e as fadas do inverno, uma coroa e jóias diversas. Ela fica muito agradecida, mas a fada madrinha lhe dá o alerta: à meia-noite a magia termina e tudo voltará a ser o que era antes. O primeiro ato termina com ida de Cinderella para o baile com toda pompa em uma bela carruagem.


No segundo ato acontece o baile no palácio do príncipe, e nessa parte outro contraste de personalidades muito interessante nos é apresentado. Enquanto a madrasta e suas filhas querem chamar a atenção de todos, especialmente do príncipe, Cinderella vai ao baile sem nenhum tipo de "segundas intensões". Ao chegar, ela fica encantada com a beleza do lugar, como se tudo aquilo fosse um sonho, e então começa a dançar sem se preocupar com nada. O príncipe fica encantado com ela, mas não somente por sua beleza. Ele estava tão acostumado a ser bajulado o dia todo, que ver alguém com uma conduta tão diferente do que estava acostumado a presenciar chama a sua atenção. Ele procura por Cinderella a todo momento, e quando ficam a sós o príncipe declara o seu amor. Mas o quando o baile atinge o auge, eis que soa a meia-noite, dança que será representada pela turma do Contemporâneo. A jovem sai correndo a fim de que ninguém descobrisse sua verdadeira identidade, e na confusão acaba perdendo um de seus sapatos. O príncipe o encontra na escadaria e declara que quem conseguir calçá-lo será a sua noiva.

No terceiro e último ato, o príncipe parte a procura de sua amada, e primeiramente ele conversa com os sapateiros do reino, a fim de que algum deles pudesse lhe dar alguma pista sobre a jovem misteriosa por quem se apaixonara. Mas nenhum deles soube dar qualquer informação, afinal nunca haviam fabricado um sapato em tamanho tão pequeno e muito menos em um material tão frágil como o cristal. Decido a não desistir, ele visita diversas moças do reino, entre elas uma princesa espanhola e uma princesa oriental (geralmente chinesa ou indiana), mas sem sucesso.
Enquanto isso, Cinderella desperta na manhã seguinte se recordando de tudo o que vivera na noite anterior. Ela se perguntava se havia sido sonho ou realidade, mas ao perceber que um dos sapatos de cristal ficou com ela, Cinderella se ajoelha e agradece a fada madrinha por ter recebido tal presente. Ela esconde o sapato a fim de que ninguém descubra o seu segredo. Em seguida as irmãs entram em cena, e ficam contando vantagens para cima de Cinderella, dizendo que o baile foi maravilhoso e que foi uma pena ela não ter ido... enfim, aquela atitude típica de uma criança mimada: "eu fuuui, você não foooi".
A madrasta interrompe o falatório pra avisar as filhas sobre a chegada do príncipe. Elas se aprontam para recebê-lo e ficam ansiosas para experimentar o tão falado sapatinho de cristal, mas nem as irmãs e nem mesmo a madrasta conseguem calçá-lo. Quando estava prestes a ir embora, o príncipe vê Cinderella e pede pra que ela também experimente o sapato, que serve perfeitamente! Cinderella abraça as irmãs e a madrasta e parte com o príncipe rumo ao seu destino. A Fada Madrinha aparece acompanhada das floristas para abençoar o casal, e no fim, como em todo bom conto de fadas, eles vivem felizes para sempre!

Curiosos para ver como vai ficar a adaptação desse maravilhoso conto de fadas em nossa montagem? Então aguardamos vocês no dia 9 de dezembro, às 19:30 no Teatro Brigadeiro!

Grande abraço pessoal!!!!

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Novidades na Videoteca!!!

É pessoal... a videoteca do Studio Dança está fazendo sucesso... Todo mundo pegando os vídeos pra assistir e até sugerindo novos títulos. A Thais chegou a comentar que será aberto um espaço pra quem quiser ver esses DVDs na própria escola! Pois é, a ideia realmente tomou forma, e daqui pra frente, só tende a crescer!!!

Depois de alguns meses de funcionamento, eis que anunciamos nossas novas aquisições:

Cinderella
The Royal Ballet, 1969


Cinderella
The Birmingham Royal Ballet, 2010


Don Quixote
American Ballet Theatre, 1983


O Corsário
The Kirov Ballet, 1989


Balé Russo
Documentário, 2005


O Fantasma da Ópera


Dirty Dancing


Barbie em as 12 Princesas Bailarinas

Mais adiante traremos novos títulos!!! E se tiverem alguma sugestão, é só falar!!!

Até a próxima pessoal!!!

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

A Noite de Gala - Parte III

E aí pessoal? Estão gostando das nossas postagens???
Então preparem-se, pois a nossa viagem pela história das Noites de Gala do Studio Dança Tamara Lisa ainda não acabou...
Hoje conheceremos melhor todo o processo de montagem da Noite de Gala 2011. Eu apenas digo uma coisa: Se um espetáculo com apenas 1 tema já dá um trabalho enorme, imaginem quando é um tema duplo!!! Vejam só o que a Thais me contou a respeito:


Remontando um Repertório
"Quando trabalhamos com a Mônica Urbino nós nunca tivemos a experiência de remontar um ballet de repertório completo. Tanto lá como aqui no Studio era sempre muito comum remontarmos variações (solos) e pequenos trechos... Mas quando assistimos em 2010 uma remontagem da Magaly Bueno da peça "A Rainha das Neves" nós ficamos encantadas, principalmente pelo fato de ser uma montagem amadora. O único ponto de referência que se tem em relação ao ballet são as montagens profissionais, e quando um clássico é remontado a nível amador, a pessoa responsável precisa fazer uma releitura da história que será contada e adapta-la ao elenco que está disponível. Isso representa um grande desafio!"

Missão "O Quebra-Nozes": À Caminho do Reino dos Doces!!!
"Como primeira remontagem de repertório, nós escolhemos "O Quebra-Nozes" em virtude de ser uma peça curta, que se passa em dois atos, e ter uma história famosa. Um conto mágico que se passa em uma noite de Natal e mostra o sonho da menina Clara, que ao ganhar de presente um boneco Quebra-Nozes, embarca em uma aventura repleta de fantasia que inclui uma batalha contra o Rei dos Ratos e seu exército, e uma incrível viagem pelo Reino das Neves e pelo Reino dos Doces...
Mas apesar de tanto a história como as músicas serem bastante populares, quando se fala em ballet de repertório a grande maioria das pessoas acaba encarando com um certo distanciamento, talvez por não haver um maior envolvimento com essas obras. Uma coisa que contribui muito pra que isso ocorra é o fato de não existir uma divulgação adequada desse tipo de arte. Porém quando se escolhe um repertório pra apresentar, a gente acaba se envolvendo com todo o universo que os ballets nos proporcionam, além de todos aprenderem muito ao longo do processo. Participar de uma montagem como essa desenvolve disciplina, concentração, além de outros atributos que são essenciais, não somente na dança como também na própria caminhada pela vida."

Unidos em Prol da Sustentabilidade!
"Tudo o que a gente se propõe a fazer aqui no Studio dá sempre muito certo, pois todos são muito unidos!!! Onde não existe aquela competição acirrada que se vê em muitas academias, as coisas acabam fluindo melhor, gerando assim resultados mais satisfatórios... E uma coisa que contribuiu pra aumentar essa união foi a criação do projeto "Dança Sustentável", que consiste em arrecadar materiais recicláveis para a confecção de adereços de palco. Desde o início foi um enorme sucesso, pais e alunos colaboraram, não somente trazendo os materiais requisitados, como também ajudando da produção cenográfica. Isso é muito gratificante pra todos, especialmente para os alunos, pois eles não participam somente do processo de montagem coreográfica... é como construir uma casa, onde cada um ajudou a colocar os tijolos. Chegar no dia da apresentação e ver que tudo o que você contribuiu para que acontecesse valeu a pena não tem preço!"







Nos Caminhos da Literatura...
"Mas além de montar uma peça inteiramente clássica, e que acabou fazendo um enorme sucesso, nós também tínhamos que pensar em uma segunda parte que pudesse abranger as outras modalidades presentes na escola. E como não podia ser diferente, novamente escolhemos um tema... Eu e a Tamara somos formadas em Letras, e nós já tínhamos há algum tempo um projeto de montar um espetáculo com base em temas da literatura. Seguindo esse caminho surgiu o "Entrelinhas...". Algumas obras que foram escolhidas para representar o tema foram "Dom Casmurro", "A Mulher de Trinta Anos", obra francesa que inspirou a coreografia "Elas por Elas", a lenda de "Prometeu e a Caixa de Pandora" que deu origem ao duo "Pandora", e a literatura nordestina, representada pelas obras "Vidas Secas", "Grande Sertão: Veredas" e também pela Literatura de Cordel, que acabou virando um verdadeiro "Forrobodó"."

Um Erro que Deu Certo!
"Uma curiosidade a cerca da coreografia "Forrobodó" veio de um ensaio-geral que aconteceu no Teatro do CEU Meninos. Nessa ocasião, todo o elenco das duas partes se reuniu pra poder passar o espetáculo inteiro junto pela primeira vez. Porém, no decorrer daquele dia, acabamos tendo diversos problemas com o som do teatro, que parou as músicas no meio das coreografias por diversas vezes! Quando o elenco da última coreografia subiu ao palco pra ensaiar, a música parou no final, e pro ensaio não parar todos começaram a cantar pra poder terminar. A princípio, Forrobodó seria dançada com a música inteira, mas a Tamara gostou tanto desse improviso no meio do ensaio que essa "falha" acabou entrando pra coreografia!"

E cá entre nós, ficou perfeito não é mesmo?




Pra Terminar...
"É claro que nós não conseguimos focar 100% no tema, primeiro porque algumas coreografias já tinham uma montagem muito própria, e segundo porque a primeira parte do espetáculo já havia tomado conta de grande parte do tempo que tínhamos disponível. Mas ainda assim nós conseguimos realmente deixar nas entrelinhas, na imaginação das pessoas, a mensagem que queríamos passar...".


É isso aí pessoal!!! Depois desse rolê pela história das Noites de Gala anteriores, na próxima matéria entraremos de cabeça no tema desse ano, que como todos já sabem, contará a história de Cinderella!

Até a próxima!

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Rede Globo visita o Studio Dança!

Marquem essa data pessoal: 02/10/2012
Esse é com certeza um marco na trajetória do Studio Dança Tamara Lisa! Nesse dia especial a repórter Izabella Camargo e a equipe da Rede Globo estiveram em nossa escola para gravar uma matéria sobre Ballet Adulto. Confiram abaixo algumas fotos do que rolou durante a visita:

Carro da Equipe de Reportagem da Rede Globo


Nossa aluna Juliana calçando as Sapatilhas de Ponta


Thais, Tamara e a repórter Izabella Camargo


Na barra, pliê...


Tendu...


E no centro port de bras, com a Izabella passeando entre as bailarinas...


E a criançada também saiu na foto!!!


Hora da Entrevista!!! Com um depoimento emocionante da Juliana...


E da Carla! Histórias que mostram que nunca é tarde pra se realizar um sonho!


Thais sendo entrevistada


Equipe Studio Dança sempre unida em tudo o que realizamos!!!


Tamara, Juliana, Thais e Izabella


Gostaria de fazer um agradecimento especial a todos que participaram desse momento: a nossa aluna Juliana Mel e sua mãe, que trouxeram a emissora até nós e nos ajudou na realização de mais esse trabalho, a Izabella Camargo e sua equipe, a todas as meninas que participaram da gravação... Enfim, a todos, o nosso muito obrigada!!! Pelo carinho, confiança e credibilidade.

Ainda não temos a data certa de quando a matéria será exibida. A previsão é que passe ainda essa semana, ou mesmo na semana que vem. Nós manteremos todos informados a respeito... E assim que a reportagem estiver disponível, também divulgaremos aqui no blog e nas redes sociais, fiquem ligados!


Um grande bj a todos!!!

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Aula Inaugural - Ballet Infantil

Atenção Pessoal!
Essa semana estaremos inaugurando uma nova turma de ballet infantil, para crianças de 3 a 6 anos!!!
Anote na agenda:

Aula Inaugural de Ballet Infantil no Studio Dança
Dia 15/09 (sábado), das 9:30 às 10:30




Esperamos por vcs!!!

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

1º de Setembro - Dia do Bailarino

Em 1º de Setembro se comemora o Dia do Bailarino. Mesmo estando um pouco atrasada (pra variar... kkkkk), vale a homenagem não é mesmo???

"Dançar é como crescer
Um processo lento, cheio de surpresas e lutas. 
A realização de feitos que parecem impossíveis de se concretizar. 
Acrobacias que exigem muito mais que horas de treinamento. 
Que só a ousadia tem a capacidade de explicar. 
Um constante aprendizado para o qual nem sempre acham necessário nos preparar. 
É preciso ter talento. Saber misturar, em doses certas, força e sensibilidade. 
Conhecer limites e capacidades. Sem temer fracassos. 
Amar. Amar-se sem medos. 
Corpo e mente em perfeita harmonia! 
Essa integração é o segredo da eterna liberdade, 
que nos permite alcançar vôos muito, mas muito maiores. 
Isto é Dançar!!"


Autor Desconhecido

A vida de um bailarino é assim mesmo: cheia de lutas, renúncias, sofrimento, dor... Enfrentamos obstáculos, desafiamos nossos limites a cada dia que passa. Um dia rimos, no outro choramos, e às vezes pensamentos passam pela nossa cabeça: "Porque eu estou aqui?", "Será que vou conseguir?", "Será que devo mesmo continuar e seguir em frente?". Pensamentos como esses só vem pra nos atrapalhar e confundir, nos fazer desistir de conquistarmos os nossos sonhos. Mas quando o amor fala mais alto, a gente supera, não se deixa abater, busca forças pra continuar, e como uma fênix renascemos das cinzas!

Darcey Bussell, Edward Watson, Jonathan Cope, Gary Avis e Nehemiah Kish
Representação da Fênix
Cerimônia de Encerramento das Olimpíadas de Londres, 2012


E uma coisa é certa pessoal: Nenhum obstáculo é maior do que a emoção e o prazer que sentimos em um dia de espetáculo. É em um dia mágico como esse que pensamos: "tudo valeu a pena!"

E parafraseando a nossa querida Thais:
"A todos os bailarinos e bailarinas do Studio Dança Tamara Lisa, o nosso reverence!"

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

A Noite de Gala - Parte II

Continuando nossa série de matérias sobre as Noites de Gala do Studio Dança Tamara Lisa, abordaremos hoje o espetáculo de 2010, cujo tema foi "Enquanto Houver Música...". Vejam só o que a Thais me contou a respeito:


Muito mais que Musicais...
"Com o sucesso do espetáculo "Viagem pelo Mundo", as expectativas para o evento do ano seguinte foram muito maiores, assim como também cresceu a credibilidade em nosso trabalho. Como resultado conseguimos realizar uma festa ainda mais grandiosa que a primeira. E para o segundo ano, a ideia fazer algo que valorizasse a Música. Porém quando se pensa em um espetáculo cujo tema é a própria música, as pessoas já costumam associar aos musicais da Broadway, e novamente nós quisemos fugir do tradicional. Por isso, além dos musicais, nós também agregamos temas de filmes musicais e temas que marcaram época. A nossa intensão era homenagear a música como um todo, e assim surgiu o "Enquanto Houver Música..."".

Vivendo por Ela
"A Música e a Dança são como o Sol e a Lua: Assim como o Sol, a Música tem força suficiente para existir sozinha. Mas a Lua depende da luz do Sol para existir. Da mesma maneira, a Dança só existe "Enquanto Houver Música...". A coreografia-tema do espetáculo foi ao som de "Vivo por Ella", com interpretação de Andrea Bocelli, por justamente sintetizar a relação que o bailarino tem com a música. É por ela (a música) que o bailarino vive e é com ela que os sentimentos mais inexplicáveis se transformam em movimentos perfeitos! Após esse "abre-alas", somos convidados a um passeio por esse universo encantador, com os personagens mais incríveis e famosos de todos os tempos... Vamos ao fundo do mar brincar com "A Pequena Sereia", observamos a grande paixão de "Billy Elliot" pelo Ballet, tentamos desvendar os mistérios do "Fantasma da Ópera", seguimos pela estrada de tijolos amarelos, que fica além do arco-íris, para encontrar "O Mágico de Oz"... Mas para quem está nos bastidores, a certeza é só uma: a de que todos querem estar "Sob a Luz da Fama"! Assim como você, "Julieta e o seu Romeu" e "A Bela e a Fera" são convidados de honra para assistir "O Casamento do meu Melhor Amigo". E se por acaso "Der a Louca nas Princesas", não pense duas vezes, "Vem Dançar", porque essa é a razão pela qual o bailarino vive, e não para nunca!".


A 3º parte da matéria sobre as Noites de Gala ainda reservam muitas surpresas!!!
Aguardem...

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

A Noite de Gala - Parte I

Eis um momento muito especial, tanto para professores quanto para os alunos: A Noite de Gala do Studio Dança Tamara Lisa. Um momento mágico que dura o ano todo, desde a escolha do tema, a confecção do cenário, figurinos, a escolha das coreografias para cada turma, os ensaios, a apresentação!!! Com certeza é inesquecível...
E eu me lembro que quando conversei com a Thais no começo do ano, quando então escrevi uma postagem sobre a criação da escola, ela me contou alguns aspectos da Noite de Gala e os desafios que a produção desse evento apresenta a cada ano que passa. E hoje nós vamos começar a nos aprofundar um pouco mais nesse assunto.

Montando um Espetáculo
"Nós temos um grande amigo, o nome dele é Jorge Costa, que foi professor da Tamara e nos deu muito apoio quando abrimos a escola. E desde o início ele sempre perguntava uma coisa que pode ser considerado um ponto de partida: "Qual é a cara que você quer dar pra sua escola?". Se a pessoa quer que o carro-chefe seja o Ballet Clássico, tem que se investir na montagem de ballets de repertórios."

A Escolha de um Tema
"Porém, no começo, nós não tínhamos elenco suficiente para fazer uma montagem como a do ano passado, que foi do repertório "O Quebra-Nozes". Por isso, nós optamos por realizar um espetáculo mais simples, e com um diferencial: pautando a realização do evento em cima de um tema. É um diferencial pois a maioria das escolas de dança montam o chamado "Divertissement", com a primeira parte inteiramente clássica e uma segunda parte com as demais modalidades, como Jazz e Dança Contemporânea. Em espetáculos como esse, as coreografias apresentadas não possuem nenhum tipo de "conexão", são muito diferentes uma da outra. A nossa intensão é justamente fugir desse clichê, e abordarmos temas que podem ser trabalhados de diferentes formas e, ao mesmo tempo, criando uma ligação entre todas as coreografias".

Uma Viagem pelo Mundo...
"O tema escolhido para a montagem do primeiro espetáculo foi "Viagem pelo Mundo", que apesar de ser simples, também foi bastante rico. A proposta era desenvolver coreografias que proporcionassem ao espectador uma verdadeira volta ao mundo em forma de dança, e em nossa pesquisa de campo nós conseguimos agregar muitos valores de cada um dos países escolhidos para a apresentação, como o folclore, a indumentária, os costumes, os ritmos musicais... Por conta disso outros ritmos se juntaram ao Ballet e ao Jazz, como foi o caso do Tango, representado pela Argentina, do Samba representado pelo Brasil e dos ritmos latinos como Salsa, Merengue e Mambo, representados por Cuba. Já os Estados Unidos tiveram três coreografias bem distintas: uma de Jazz (Chicago), uma de Danças Urbanas (Nova York) e uma de Country (Texas)."

"E é claro que nós não poderíamos deixar a parte clássica de fora!!! Como grande representante dessa viagem nós escolhemos a variação do Pas de Deux "Esmeralda". Como todos sabem, os ciganos são um povo nômade, que não ficam em um lugar por muito tempo. Foi por esse motivo que nós escolhemos como subtítulo "A Cigana Viajante pelo Mundo...". Além de Esmeralda, outros 3 personagens de repertório passaram por essa grande festa: Representando a França tivemos a variação feminina do 1º ato de Giselle, da Espanha veio Kitri, dançando a variação do 3º ato do clássico Don Quixote, e da Grécia veio a variação feminina do Pas de Deux "Diana e Acteon", que pertence ao 2º ato do repertório Esmeralda".

Obs: A variação de Esmeralda apresentada no espetáculo não pertence ao repertório de mesmo nome. Em outra ocasião escrevo uma matéria sobre esse repertório, ok?

Um Grande Sucesso!
"Como eu já contei uma vez, quando nós resolvemos mesmo realizar esse espetáculo, muitos pais ficaram inseguros e questionaram essa decisão, pois era o primeiro ano de funcionamento da escola e ainda haviam poucos alunos. Mas nós acreditamos e mesmo com o pouco nós conseguimos fazer uma festa linda e que acabou surpreendendo, e consequentemente aumentando as expectativas para o ano seguinte..."


E na próxima matéria abordaremos o espetáculo de 2010... Não percam!!!
Um grande bj!!!

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Esquenta!!! Semana de Oficinas de Dança

É pessoal, estamos de férias... E por isso mesmo estaremos com algumas oficinas na última semana de julho, uma semana cheia de movimento!!! Vejam só o que vem por aí...


23/07 - Segunda
Alongamento + Preparo Físico
Com Carol Jones
Das 18:30 às 19:30

Criação & Improvisação
Com Juliana Machado
Das 19:30 às 21:00


24/07 - Terça
Técnicas de Pas de Deux
Com Lidiane Mendes e Sérgio Filho
Das 18:30 às 20:00

Street Dance
Com Camila Leal
Das 20:00 às 21:30


25/07 - Quarta
Repertório
Com Lidiane Mendes
Das 18:30 às 20:00

Forró e Gafieira
Com Rodrigo Rosa e Camila Leal
Das 20:00 às 21:30


26/07 - Quinta
Jazz Dance
Com Leandro Benedicto
Das 18:30 às 20:00

Jazz Contemporâneo
Com Juliana Machado
Das 20:00 às 21:30


27/07 - Sexta
Educação Somática e Consciência Corporal
Com Carol Jones
Das 18:30 às 19:30

Pilates
Com Mariana Lacerda
Das 19:30 às 20:30


28/07 - Sábado
Jazz Musical
Com Camila Carvalho
Das 09:30 às 10:30

Dança Contemporânea
Com Leandro Benedicto
Das 10:30 às 12:00



Garanta já a sua vaga!!!
Inscrições pelo e-mail: studiodanca@live.com

Idade mínima: 10 anos

terça-feira, 10 de julho de 2012

Premiados - 3ª Mostra Interna de Dança

Primeiramente, quero parabenizar a todos pelo sucesso que foi a 3ª Edição da Mostra Interna, que aconteceu no último domingo no Teatro do CEU Meninos. Tivemos uma seleção bem interessante de coreografias este ano, em estilos diferenciados: de variações clássicas a solos livres, passamos pelo Jazz, Tango, Hip Hop (Danças Urbanas)... Criatividade não faltou!!!
E para premiar os destaques deste ano, esteve presente a professora Talitha Santos, que avaliou a evolução dos alunos. Lembrando que esse evento não é mostra competitiva, onde não há 1º, 2º ou 3º lugar. Nós apenas reconhecemos o talento de quem mais se destacou durante as apresentações.

Categoria Infantil:
Pelo fato das coreografias infantis serem montadas pelas professoras da turma, elas não concorrem ao prêmio de melhor coreografia. Mas entre as alunas que se apresentaram, a que mais se destacou foi a Vitória Vitiritti, que participou da coreografia "Princesas".



Categoria Juvenil:
O prêmio de melhor coreografia juvenil foi para "Alegria". Pelo que eu soube dessa coreografia, eu realmente achei que iria se destacar, afinal as alunas confeccionaram os próprios tutus com tules coloridos, e elas usaram a imaginação, incorporando na coreografia o uso de fitas como na Ginástica Rítmica.



A bailarina revelação desta categoria foi a Nádia Santos, que além de ter participado da coreografia "Alegria", ela também interpretou um solo de repertório: a Variação Feminina do Pas de Deux Camponês de Giselle, mais conhecido como Paysant.



Categoria Adulto:
Nesta categoria, o prêmio de melhor coreografia foi para "Seu Abraço não cabe mais no meu", interpretado pelas alunas do Jazz Iniciante. Ao meu ver foi um prêmio merecido, onde o uso do espaço cênico, a interpretação e a música escolhida emocionaram... Eu pelo menos me emocionei ao assistir o ensaio geral!



Já a melhor bailarina desta categoria foi a Lidiane Mendes, nossa eterna Fada do Açúcar! Ela demonstrou que é uma bailarina de verdade, não só no ballet, mas também em outros ritmos. Nessa edição da Mostra, ela interpretou a 7ª Variação de Paquita (estilo clássico), e também participou da coreografia Urbanus (Hip Hop - estilo livre).



Prêmio Revelação:
Este ano, o prêmio revelação foi para a aluna (e também professora) Camila Carvalho, que interpretou a Variação Feminina do 1º ato de Giselle, e também participou da coreografia "Samba". Parabéns!



Em suma, foi uma apresentação muito divertida, emocionante... Porque dançar é tudo isso!!!
Parabéns a todos os alunos que participaram!!!! Ano que vem tem mais....



Grande abraço pessoal!

quinta-feira, 5 de julho de 2012

O que rolou na Mostra Interna

Enquanto a 3ª Edição da Mostra Interna de Dança não acontece, que tal darmos uma olhadinha no que rolou nas primeiras edições???

Em 2010 duas coreografias foram selecionadas para se reapresentarem na Noite de Gala.
Na categoria Infantil foi escolhida "Competindo na Balada", montada pelas alunas Amanda Roja, Júlia Barreto e Yasmin Serrano.




Na categoria Adulto foi escolhida "Buttons", montada por Carolina Jones.




Em 2011 nós não escolhemos apenas os destaques nas coreografias. Também tivemos outras categorias, entre elas "Melhor Bailarino Infantil" e "Melhor Bailarina Infantil", cujos premiados foram os alunos Gabriel Moraes e Yasmin Cerrano. Ambos dançaram variações de repertório, e se reapresentaram na segunda parte da Noite de Gala do ano passado.
A aluna Yasmin Serrano interpretou a Variação Feminina do Pas de Deux Camponês (Ballet Giselle).




E o aluno Gabriel Moraes interpretou a Variação Masculina de Harlequinade.




E esse ano também teremos diversas coreografias, entre repertórios e criações inéditas...
Quem será que vai se destacar?
Só indo ao CEU Meninos no Domingo pra conferir a 3ª Edição da Mostra Interna!

Até lá pessoal!!!

3ª Edição - Mostra Interna de Dança

Pois é pessoal, está chegando mais uma Edição da Mostra Interna de Dança do Studio Dança Tamara Lisa, um evento muito esperado pelos nossos alunos!!! E afim de saber mais a fundo sobre essa apresentação, que acontecerá no próximo domingo, dia 08/07, estive em um bate-papo com a Thais e ela me contou um pouco mais sobre como surgiu essa ideia.




“Aqui na escola nós temos uma bolsista vinda do Projeto CEU Meninos, e com isso o pessoal do projeto faz uma troca conosco, nos cedendo o teatro em épocas que ele não é muito utilizado. Nós ficamos pensando sobre como explorar esse espaço, que tem uma excelente estrutura, por ser gratuito os pais não precisam arcar com nenhum tipo de custo, e os alunos sugeriram que eles mesmos montassem algumas coreografias pra se apresentar. Foi aí que surgiu a ideia da Mostra Interna. Desde o começo todos abraçaram a causa, e isso fez com que o evento desse muito certo, a ponto de já estarmos na 3ª Edição.”

Os Objetivos
“O principal objetivo da Mostra é fazer com que os alunos possam vivenciar, desde cedo, a experiência de montar um espetáculo não atuando somente como bailarinos, mas em todas as suas etapas: a pesquisa de campo, escolha do tema, da música, do figurino, a montagem da coreografia, podendo assim desenvolver a criatividade, os ensaios...  Nem eu e nem a Tamara temos trabalho, são os alunos que cuidam de todos esses detalhes. No caso das crianças, as professoras auxiliam na montagem das apresentações, pois elas ainda não possuem autonomia pra fazer sozinhas.”

Descobrindo Talentos
“Outro aspecto interessante da Mostra é o fato de ser um festival livre, onde não há competição. Nós elegemos sim os destaques de cada edição, porém sem fazer distinção, não havendo 1º, 2º ou 3º lugar. Em 2010, nós escolhemos duas coreografias pra se reapresentarem na Noite de Gala daquele ano, uma da categoria “Infantil” – Competindo na Balada – e outra da categoria “Adulto” – Buttons. Já no ano passado nós premiamos os destaques nas seguintes categorias”:

- Melhor Coreografia – Infantil e Adulto
- Melhor Bailarino – Infantil e Adulto
- Melhor Bailarina – Infantil e Adulto
- Revelação

“Esse ano nós pretendemos continuar com a mesma premiação que foi realizada na última Mostra. Em suma, esse evento é uma grande oportunidade para descobrir novos talentos.”

Liberdade de Expressão
“Em um festival de renome, como o Passo de Arte ou o Festival de Joinville, a pessoa precisa ter técnica, anos de estudo e muitas horas de ensaio por dia pra poder se apresentar com determinada variação de repertório.  Na Mostra, por ser um festival livre, um aluno que começou há pouco tempo e sonha em dançar um solo de repertório, por exemplo, tem essa oportunidade, pois ele não precisa ser tecnicamente perfeito. Ele o faz com muito gosto e adaptando a sua realidade atual.”

Função Social
“E a Mostra também possui um bonito papel social, pois é um espaço aberto para a divulgação dessa arte para a comunidade, afinal sabemos que espetáculos como esse no geral não são acessíveis a pessoas de baixa renda, e por nosso evento ser gratuito ele é aberto a todos!”

E neste domingo nós teremos um festival repleto de coreografias interessantes. Deem uma espiada o que irá rolar no palco este ano:

Abertura: 
Dom Casmurro – Cia de Dança Tamara Lisa 


1. Anos 60 – Baby Class Prof° Camila Carvalho
2. Sonhos – Primary – Prof° Camila Carvalho 
3. Princesas – Grades I – Prof° Tamara Lisa 
4. Jardim dos Sonhos – Baby Class – Prof° Carol Jones 
5. Uma Viagem para California – Nicole Barreto 
6. Alegria – Luiza Gasperini 
7. Four Star Girls – Prof° Carol Jones 
8. Vejo o Senhor – Afonso Raminelli 
9. Seu Abraço não cabe mais no meu – Jazz Prof° Carol Jones 
10. Paquita – Anna Caroline 
11. 7° Variação de Paquita – Lidiane Mendes 
12. As Rosas também choram – Mara de Paula 
13. Sentimentos – Afonso Raminelli 
14. Paysant – Nadia Santos 
15. Tempo para amar – Caroline Romancini 


Intervalo – 10 minutos 


16. Urbanos – Camila Leal
17. Cidade dos Anjos – Mira de Paula
18. Corsário 1° Ato – Yasmin Serrano
19. Rio – Prof Lidiane Mendes
20. Tango de Raxane – Anna Caroline
21. Esperança – Karoline Valença
22. Coreografia (favor informar o nome)– Fernanda Bertacini
23. Coppélia - As Amigas de Swanilda – Juliana Mello e Erica Duarte
24. Solo – Sergio Filho
25. Samba – Camila Carvalho
26. Cores – Mara e Mira de Paula

Encerramento:
Forrobodó – Cia de Dança Tamara Lisa

Então está combinado! Esperamos todos vcs na 3ª Mostra Interna do Studio Dança Tamara Lisa, no Teatro CEU Meninos
Rua Barbinos, 111
Entrada Franca!

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Programação da Cia de Dança Tamara Lisa

Boa tarde pessoal!
Hoje estou aqui pra compartilhar com vcs um pouco mais sobre a Temporada 2012 da Cia de Dança Tamara Lisa.

No dia 22 de Maio ocorreu o V Troféu da Dança, no Teatro Nossa Senhora Menina em São Paulo, onde a Cia conquistou o 3º Lugar com a Coreografia Casmurro, na categoria Sênior, estilo Livre. Eu fiz uma postagem sobre esse festival que pode ser lida aqui.

No último sábado, dia 23 de Junho, a Cia dançou a coreografia "Forrobodó" na Festa Junina do Colégio Dom Pedro, localizado no bairro do Ipiranga, em São Paulo. Forrobodó foi uma das coreografias criadas para o espetáculo "Entrelinhas" realizado em 2011, e tem como inspiração obras que retratam o nordeste brasileiro, como "Vidas Secas" de Graciliano Ramos, e a Literatura de Cordel.


Esse ano a Cia ainda tem presença marcada em outros festivais.
No 1º de Julho, irão se apresentar no Festival Bravos de Dança 2012, que vai acontecer do Teatro Ítalo Brasileiro.
No dia 8 de Julho teremos a nossa 3ª Edição da Mostra Interna de Dança, que se realizará no Teatro do Céu Meninos, onde a Cia irá apresentar as coreografias Casmurro, Elas por Elas e Forrobodó.
E no dia 14 de Julho, também no Céu Meninos, ocorrerá a VIII Mostra de Dança, onde a Cia irá dançar Forrobodó.

Como podem ver, uma agenda bastante agitada... Apresentações é o que não faltam!

Vou ficando por aqui!
Bjus a todos!

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Ballet "O Corsário"

Oi pessoal, td bem?
É sempre um grande prazer pra mim estar aqui com vocês, dividindo com todos as curiosidades e histórias sobre o universo da dança e do ballet.
A postagem de hoje é um pedido mais que especial da Profª Tamara, e hoje nós vamos conversar um pouco sobre um ballet repertório chamado "O Corsário".

Cena "O Jardim Animado"
The Bolshoi Ballet

A história foi baseada no poema "O Corsário" de Lord Byron, foi originalmente coreografada por Joseph Mazilier com partitura de Adolphe Adam (o mesmo compositor de "Giselle") e foi apresentada pela primeira vez ao público em janeiro de 1856 pelo ballet da Ópera de Paris.
As montagens mais atuais são derivadas da versão criada por Marius Petipa para o Ballet Imperial de St. Petersburg, e que incluem músicas de outros compositores: Leo Delibes (responsável pelas obras Coppélia e Sylvia), Cesare Pugni (responsável pelas obras Esmeralda e A Filha do Faraó), Riccardo Drigo (responsável pelo remanejamento da partitura de "O Lago dos Cisnes" para a montagem de Petipa/Ivanov) e Prince Oldenbourg. Atualmente apenas três grandes companhias tem essa peça em seu repertório: Kirov/Mariinsky, que é utilizada como base para diversas remontagens, American Ballet Theatre, que incorporou bem mais a música original de Adolphe Adam, e a nova montagem do Bolshoi. 


A História:
O ballet é contado em 3 atos, com prólogo e epílogo, e começa em alto mar, onde o navio de Conrado, líder dos corsários, enfrenta uma tempestade. Apesar dos esforços de sua tripulação, o navio acaba encalhando na costa de uma ilha grega. Conrado e seus homens, Birbanto e o escravo Ali, são encontrados na praia por um grupo de jovens, lideradas por Medora e sua melhor amiga Gulnara. Eles contam sobre suas aventuras e como foram parar naquele lugar, e durante o relato, Medora e Conrado imediatamente se apaixonam. Elas são surpreendidas por Lankedem, um mercador de escravos que as captura e as leva para serem vendidas por altos preços. Os corsários ficam a espreita e seguem seus passos para tentar resgatá-las.
Enquanto isso no mercado de escravos, um rico Paxá de nome Seid está a procura de belas mulheres para seu harém. Lankedem lhe mostra todas as mulheres que capturou em suas viagens, mas nenhuma lhe interessa, até o momento em que Gulnara é apresentada. Lankedem e Gulnara dançam o famoso número conhecido como "A Escrava e o Mercador", muito encenado em apresentações de gala.

Pas de Deux "A Escrava e o Mercador"
The Kirov Ballet, 1989

O Paxá fica encantado com Gulnara e oferece a Lankedem uma alta quantia por ela. Mas o grande trunfo do mercador havia sido guardado para o final: a bela Medora. Imediatamente o Paxá faz a sua oferta, mas logo em seguida um viajante desconhecido oferece uma soma mais alta e consegue ganhar a disputa pela jovem. O desconhecido se revela ser Conrado, e juntamente com seus homens causam um grande alvoroço!  Eles predem Lankedem e o levam para seu navio, juntamente com Medora e suas amigas.

No segundo ato, Conrado e seus homens levam Medora, suas amigas e o prisioneiro para sua caverna de tesouros. No auge das celebrações, Conrado e Medora declaram seu amor e Ali jura fidelidade ao casal. Juntos, os três dançam o Le Corsaire Pas de Deux, outro número muito apresentado em galas, porém de forma reduzida: a segunda variação masculina não chega a ser utilizada.


Le Corsaire Pas de Deux - Versão Integral
The Kirov Ballet, 1989



Le Corsaire Pas de Deux - Versão Reduzida
The Bolshoi Ballet, 2012

Uma das jovens pede à Medora interceder para que todas sejam libertas. Conrado cumpre a sua promessa,  causando revolta em Birbanto, que firma um acordo com Lankedem. Em troca de sua liberdade, ele lhe ensinaria a preparar uma poção, que quando espirrada em flores faz adormecer aquele que a cheirar.
Conrado e Medora entram em cena e ficam felizes com a chance de poderem finalmente estar a sós. Esta presenteia seu amado com um buquê de flores, dado a ela por Lankedem. Ao sentir o perfume, Conrado adormece, e Medora é novamente capturada por Lankedem e Birbanto. Ali aparece e desperta Conrado, para que juntos eles possam resgatar Medora.

O terceiro ato se passa no harém do Paxá Seid, nos confins da Turquia. O poderoso Paxá está festejando com Gulnara quando Lankedem aparece e trás consigo três odaliscas para entretê-los.

Pas de Tois das Odaliscas
American Ballet Theatre, 1999

Em seguida, o mercador traz o grande prêmio: Medora! Apesar de estar triste, ela se anima ao rever sua melhor amiga Gulnara. Elas, juntamente com as mulheres do harém, vão a um jardim repleto de flores e magnificas fontes, para celebrar a harmonia, beleza e a graça. Essa cena é conhecida como "O Jardim Animado".
Cena "O Jardim Animado"
The Kirov Ballet

O Paxá é alertado sobre a chegada de misteriosos peregrinos, o que coincide com a oração da tarde, conduzida pelo seu líder que na realidade é Conrado disfarçado. Sua identidade e a de seus homens é revelada e eles enfim conseguem resgatar Medora e Gulnara. 
O ballet termina com a partida de Medora, Gulnara, Ali e Conrado, que vão em busca de novas aventuras.

Apesar da história ser a mesma, ela é contada de maneiras diferentes em cada cia, o que acaba alterando a ordem cronológica dos acontecimentos.

Espero que tenham gostado!
Um grande abraço a todos!!!

terça-feira, 12 de junho de 2012

Exame Royal 2012

Após meses de ensaios e preparação, eis que nossos alunos se submeteram ao exame da Royal Academy of Dance no dia 29 de maio 2012, que foi aplicado pela examinadora Sra. Pamela Richardson.
Como todos sabem, a prof Tamara é membro oficial da Royal Academy of Dance, o que nos permite conferir a nossos alunos diplomas internacionalmente reconhecidos.













Parabéns a todos os alunos pelo empenho e dedicação!
Agora estamos aguardando o envio das notas e dos certificados.

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Videoteca do Studio Dança

Bom pessoal, essa novidade já está em funcionamento desde o dia 09/05, mas nunca é tarde pra se comentar aqui no blog...
Visando uma maior divulgação e acessibilidade aos vídeos de ballet (em especial, os repertórios), nós do Studio Dança resolvemos montar uma videoteca com acervo bastante variado: desde apresentações da escola até filmes de dança e apresentações profissionais.
Já temos alguns títulos disponíveis para empréstimo... Mas, atenção para as regras:

- O aluno pode ficar 7 dias com o DVD emprestado.
- Caso haja atraso na devolução será cobrada uma multa de R$ 10,00.
- Em caso de perda ou dano, será cobrada uma taxa de R$ 30,00.

Abaixo temos a relação dos DVDs disponíveis:

Viagem Pelo Mundo
Noite de Gala, 2009


Enquanto Houver Música...
Noite de Gala, 2010


O Quebra-Nozes e Entrelinhas
Noite de Gala, 2011


I Mostra Interna de Dança
2010


O Quebra-Nozes
The Royal Ballet, 1985


O Quebra-Nozes
The Kirov Ballet, 1994


O Quebra-Nozes
Petit Ballet, 2009


O Lago dos Cisnes
Ópera de Viena, 1966


O Lago dos Cisnes
The Kirov Ballet, 1990


A Bela Adormecida
The Kirov Ballet, 1989


A Bela Adormecida
The Royal Ballet, 2006


Giselle
Teatro Alla Scala, 1996


Giselle
The Royal Ballet, 2006


Coppélia
The Royal Ballet, 2000


Cinderella
The Bolshoi Ballet, 1985


Cinderella
Ópera de Paris, 2007


Don Quixote
New National Theatre Tokyo, 2009


La Bayadère
The Royal Ballet, 2009


La Fille Mal Gardée
The Royal Ballet, 2005


Paquita
Ópera de Paris, 2003


O Retorno do Pássaro de Fogo
Coletânea, 2002


Ballet for Boys
Didático

É claro que nossa videoteca está apenas no começo, ainda temos muito o que acrescentar, como os filmes de dança e outros repertórios, que muitas vezes as pessoas nem conhecem...
Qualquer sugestão de título, por favor deixem nos comentários!!!

Grande bj!